Sign in / Join
Header Banner

Haddad leva carta de Lula ao MST

Os dias difíceis de hoje fazem-nos valorizar mais as conquistas de ontem e redobrar nossas forças para retomar o rumo de um Brasil mais justo para o futuro”, escreveu o presidente Lula em mensagem ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, que realizou no último sábado (8.12) encontro de confraternização e balanço do ano.

A mensagem foi lida por Fernando Haddad, ex-candidato à presidência daRepública, na festa política e esportiva realizada da Escola Nacional Florestan Fernandes, em Guararema, que recebeu para o encontro mais de quinhentos amigos e amigas do MST.

Além da festa, regada a música e poesia, recheada de feijoada, houve também o balanço político do ano, a cargo dos dirigentes do movimento João Paulo Rodrigues e Gilmar Mauro. A legítima presidenta do Brasil, Dilma Rousseff, também participou da mesa.

João Paulo apresentou uma série de números que dão ideia das realizações, das conquistas e dos desafios enfrentados pelo MST e pelo povo brasileiro ao longo deste ano.

João Paulo Rodrigues fala no Encontro Anual de Amigos do MST

Apesar de não ter conquistado nenhum assentamento no ano, o movimento não deixou na rua o povo sem terra: em 2018 ocupou 60 latifúndios improdutivos e montou 800 acampamentos com 90 mil pessoas.

“Hoje, 152 acampamentos do MST estão com ameaça de despejo, apesar disso, saímos de 2018 com cabeça erguida e com a certeza de que aumentamos a nossa base de luta”, afirmou João Paulo, depois de informar o número de mortes no campo neste ano.

Disse que foram 106 trabalhadores assassinados, sendo 13 deles do MST. A triste estatística ficou desatualizada no próprio sábado, quando dois dirigentes do MST foram executados por encapuzados no Acampamento Dom José Maria Pires, no município de Alhandra (PB), em uma área da Fazenda Garapu, pertencente ao Grupo Santa Tereza, ocupada pelas famílias em julho de 2017.

João Paulo destacou ainda os trabalhos do MST na área de educação e formação política –as dezenas de escolas nos assentamentos, as centenas de ativistas formados, os novos universitários sem terra. E voltou a trazer números para mostrar os resultados das atividades nos campos:

O MST produziu em 2018 em suas cooperativas 600 mil sacas de arroz – o que deixa o movimento na posição de maior produtor de arroz orgânico do Brasil – , 1.049 sacas de feijão, 800 mil sacas de café e cerca de três milhões de litros de leite por dia. Além disso, este foi o ano em que as feiras do MST se consolidaram como alternativa de produção orgânica e agroecológica: já são 17 feiras estaduais espalhadas portodo o país, e a feira nacional que acontece anualmente na cidade de São Paulo vai para sua quarta edição em 2019.

Haddad fez a leitura da mensagem de Lula ao MST

A CARTA DE LULA

“Queridos amigos do MST,

Companheiros e companheiras, gostaria de estar neste ano mais uma vez junto de vocês, confraternizando nesse final de ano, jogando futebol, abraçando os amigos e comendo um churrasco ou uma feijoada preparada com carinho.

Talvez 2018 tenha sido um dos anos mais difíceis para o povo brasileiro. O IBGE revelou essa semana que a pobreza tem aumentado, quando na época em que o PT estava no governo a pobreza se reduzia e os trabalhadores tinham cada vez mais oportunidades.

Aumentou, apenas em 2017, em 500 mil o número de crianças brasileiras passando fome. Uma vergonha, uma tragédia. Infelizmente, as políticas que se anunciam no país, aprofundando as medidas do governo Temer, só devem piorar as perspectivas de futuro dos brasileiros.

A verdade, e você sabem, é que a luta nunca foi fácil companheiros. Mas ela também sempre foi justa egratificante.

Somos companheiros há décadas.Sei que ajudaram milhares de famílias a conseguir uma vida digna no campo, comterra, casa e educação. Sei o quanto o MST é importante para a segurança alimentar dos brasileiros, produzindo alimentos saudáveis e defendendo uma agricultura com menos agrotóxicos e em equilíbrio com o meio ambiente.

Os dias difíceis de hoje fazem-nos valorizar mais as conquistas de ontem e redobrar nossas forças pararetomar o rumo de um Brasil mais justo para o futuro.

Uma feliz confraternização de fim de ano, onde renovamos os laços de companheirismo que nos unem, e as energias para construirmos, juntos, um 2019 melhor.

Feliz Natal!

Luiz Inácio Lula da Silva

Rodolfo Lucena

Leave a reply